3 de novembro de 2014

A COMOVENTE MORTE DE BRITTANY

Brittany Maynard
por George Gonsalves

"Adeus, mundo". Esta foi uma das últimas mensagens deixadas por Brittany Maynard, a americana de 29 anos de idade, que planejou a própria morte. No último dia primeiro de novembro, ela passou pela experiência da morte assistida. Acompanhada de seus familiares, ela tomou uma medicação que pôs fim a dores lancinantes causadas por um tumor no seu cérebro.
Diagnosticada com câncer em estado avançado, Os médicos só deram cerca de seis meses de vida a Brittany. Mas, sua mente iria degenerar semana após semana, trazendo enormes sofrimentos a si e aos que a amavam. Ela, então, decidiu realizar seus últimos desejos (como ir ao Grand Canyon) e morrer "nos seus próprios termos".
Embora creia que só Deus pode tirar a vida de alguém, entendo a decisão de Britanny, apesar de não endossá-la. Impossível não se comover com sua história. O suicídio é um tema controverso no cristianismo. Muitos acreditam que nenhum suicida poderá ser salvo. Apesar disso, desde cedo há registros de cristãos que puseram fim às suas vidas. Alguns desses registros foram deixados pelo primeiro historiador da igreja, Eusébio de Cesaréia (265-339). Segundo ele, algumas cristãs virgens cometeram suicídio para evitar que fossem estupradas e mortas com crueldade pelos perseguidores do império romano.  
Muitas são as razões para que alguém ponha fim a sua vida. Algumas são egoístas, outras altruístas. Uns se matam por não mais suportarem o peso de suas próprias existências, outros para salvarem a vida de alguns. Outros por estarem mentalmente perturbados. Não podemos perscrutar cada coração.
Agora, Brittany passou às mãos d'Aquele que poderá julgar perfeitamente as suas decisões. Não ousemos traçar o seu destino eterno. Deixemos que Deus seja Deus. 

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...