18 de outubro de 2014

OBSERVAÇÕES SOBRE O HOMEM E O MAR



por Raimundo Filho

Certo dia, um homem saiu a meditar a respeito da vida comum, então ele encontrou um lugar maravilhoso: uma bela praia que dava vista à imensidão do oceano. Ele pôde perceber incríveis semelhanças entre o mar e todos os homens.
O mar é sempre lembrado pela sua agitação, e por algumas vezes também é temido por esta causa. Aquele homem viu aí uma semelhança. Toda a nossa vida está cheia de agitações, "ondas" inesperadas, "ventos" que nos surpreendem e, mesmo assim temos que levá-la adiante. Não podemos achar ou permitir que estas "tempestades" nos abalem. Há agitação no mar, mas ele permanece. Assim também é conosco. E há um segredo nisso.
O mar está carregado de coisas não explicadas, mistérios. E nós? Por certo não somos diferentes. Temos no nosso mais profundo ser partes ainda intocadas. Contudo, há Alguém que nos ama muito que há de tocá-las. Alguém que tanto conhece as profundezas do mar, quanto de cada um de nós.
Ao olhar o mar, aquele homem percebeu quem o fez. Foi Alguém especialista em criar coisas majestosamente harmônicas, com uma beleza singular. Da mesma forma, fomos criados de maneira "assombrosamente maravilhosa". O salmista chegou a exclamar: "tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado, não posso atingir" (Sl. 139:6).
O tal homem ficou por um pouco de tempo em silêncio, e se maravilhou ao lembrar das palavras do Maior dos Livros, que diz: "Vi como que um mar de vidro" (Ap. 15:2). Foi esta doce lembrança como um bálsamo. A nossa vida às vezes é agitada, há mistérios nela, sendo assombroso o que somos, mas o Senhor se importa conosco. Cristo vendo o mar agitado, acalmou-o com sua amável voz e com uma só palavra (Mc. 4:39). Existe bonança! Ele tem autoridade para acalmar o mar. Em breve, e não mais tardará, chegará o dia em que estaremos em total  descanso.
O Livro finaliza afirmando que o mar : "já não mais existe" (Ap. 21:1). 
     Perderemos nós, também, a identidade? Não, mas será algo ainda mais glorioso: "Deus será tudo em todos" (Cl. 3:11).  

       

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...