25 de abril de 2014

A PALAVRA "DEUS" É BANIDA DOS FILMES DA DISNEY



por George Gonsalves


"Julgai todas as coisas, retende o que é bom".
I-Tes. 5:21

A palavra "Deus" foi banida de filmes da Disney, afirmou a dupla que ganhou Oscar este ano de melhor canção original (“Let it go”), do filme FrozenO casal Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez disse em entrevista à rede norte-americana NPR (National Public Radio) que "um dos poucos temas que são encarados com reserva na Disney são relacionados à religião”.


A afirmação não chega a surpreender. Vários sites evangélicos tentam mostrar mensagens subliminares diabólicas nos filmes da Disney. Lembro-me de ter visto há alguns anos uma mensagem do pastor Josué Yrion, que trata do mesmo assunto.
Independentemente da verdade ou não sobre as mensagens ocultas nos desenhos (tenho algumas dúvidas), a revelação de hoje soa muito estranha. Em um mundo em que se defende a conservação das matas, a proteção às baleias e aos ovos de tartaruga, a proibição da palavra "Deus" nos desenhos parece demonstrar uma forte aversão aos temas religiosos.  

De minha parte, prefiro analisar as coisas que estão postas explicitamente. Sabemos que a arte (filmes, desenhos, livros, música, pintura, etc.) não é neutra. Todo autor tem uma ideia e quer transmiti-la através de seus talentos. Certo dia, vi um episódio do "Pica-pau" que incentiva o suicídio na velhice. Precisamos, como cristãos, examinar as coisas à luz da Palavra de Deus. Como pais, temos o dever de sermos criteriosos quanto aquilo que nossos filhos irão assistir, a fim de que não sejam influenciados por mensagens contrárias aos princípios cristãos.

Felizmente, várias obras de autores que tentam abordar valores bíblicos em seus livros, como C.S. Lewis e J.R.R. Tolkien, têm sido traduzidas para o português e adaptadas para o cinema: Crônicas de Nárnia, Senhor dos Aneis, O hobbit. São boas indicações para crianças e adultos.  

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...