31 de outubro de 2013

31 DE OUTUBRO: DIA DA REFORMA PROTESTANTE

Lutero pregando 95 teses na porta da capela de Wittemberg
   No dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero afixava teses contra as indulgências na porta da capela de Wittemberg na Alemanha. Sem estar cônscio disso, ele iniciava o maior movimento religioso do mundo ocidental: a Reforma Protestante. 
    Para lembrar esta data selecionei algumas frase de importantes reformadores do século XVI:      

“Que me importa o número e a importância dos que erram! O mais poderoso de todos é a verdade.”
MARTINHO LUTERO
“A fé não é obra, mas mestra e vida das obras.”
MARTINHO LUTERO
“Sem promessa nada se pode crer. Mas, sem a fé é inútil a promessa.”
MARTINHO LUTERO
“Maior é a autoridade da Palavra de Deus que a capacidade de nossa razão.”
MARTINHO LUTERO
“A minha consciência está cativa nas palavras de Deus.”
MARTINHO LUTERO
“Tudo o mais que pesa sobre nós e que devemos buscar é nada sabermos senão o que o Senhor quis revelar à sua igreja. Eis o limite de nosso conhecimento.”
JOÃO CALVINO
 “Todo o evangelho está contido em Cristo. Desviar-se mesmo que seja um passo de Cristo significa privar-se alguém do evangelho.”
JOÃO CALVINO
“Estejam certos de que Deus, que se manifesta em tempos de necessidade e aperfeiçoa sua força em nossa fraqueza, não vos deixará desprovidos daquilo que poderosamente glorificará seu nome.”
JOÃO CALVINO
“É suficiente para mim viver e morrer para Cristo, que é, para todos os seus seguidores, um ganho tanto na vida quanto na morte.”
JOÃO CALVINO
“Se você coloca sua confiança em um dos santos, você fez dele um deus, para todos os efeitos e propósitos; porque ‘Deus’ é o bem no qual depositamos nossa confiança para obter o bem de que precisamos.”
ULRICH ZUÍNGLIO
“Não tenho visões nem inspirações angélicas. Nem as desejo, para não ser enganado. A Palavra de Cristo, por si só, é suficiente para mim.”
MENNO SIMONS
“Cristo é nossa fortaleza; a paciência nossa arma de defesa; a Palavra de Deus nossa espada; e nossa vitória uma valente, firme e sincera fé em Jesus Cristo.”
MENNO SIMONS
“Ninguém conhece verdadeiramente a Cristo se não aquele que O segue na vida diária.”
HANS DENCK

22 de outubro de 2013

UM OBJETO (QUASE) MÁGICO CHAMADO LIVRO



        por George Gonsalves 
    
     Corra o tempo, cresça a tecnologia, mas o livro não acabará. Nenhum kindle substituirá o prazer de se ter um livro nas mãos. Não que leitores eletrônicos não tenham utilidade. Mas, o livro – esta invenção milenar – esconde prazeres que vão além do conhecimento que possa transmitir.
     Um assíduo leitor disse certa vez que comprava mais livros do que podia ler, isto somente pelo prazer de adquiri-los. Para os que se deixaram seduzir pelas letras, há um júbilo reservado quando se possui um livro, mesmo antes de abri-lo.
Como objeto, o livro tem cores, cheiros e texturas que podem ser insuperáveis. Como depósito de conhecimento guarda imensuráveis possibilidades. 
     Há, ainda, experiências profundas que podemos ter com um livro nas mãos. Ao ler um autor podemos como que contactar com sua alma, mesmo que não esteja mais entre nós. Há autores com quem temos tanta afinidade, que nos sentimos mais próximos a eles do que de pessoas que nos cercam.
     O próprio Deus é escritor. Deixou registrado nas Escrituras Sagradas algumas linhas do que d'Ele pode ser dito, fagulhas da imensidão do Seu ser. Nelas, o Criador é narrador, poeta, aforista, autor de cânticos, parábolas e provérbios. A Bíblia é o conjunto de livros por excelência: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça" (II-Tim. 3:16).  
     Contudo, os livros – mesmo os sagrados – não são fim, mas meio. Não creio que alguém possa se tornar melhor simplesmente porque lê Shakespeare, Calvino ou mesmo os Salmos de Davi. Aliás, algumas das pessoas mais pedantes, vaidosas e egoístas que conheci eram vorazes leitores.
     É preciso associar leitura com virtude. Para alguém arrogante, a leitura por si só não trará benefícios morais. Mas, para aqueles que têm uma alma quebrantada e disposta para crescer, livros serão preciosas ferramentas para seu enlevo moral e espiritual. 

21 de outubro de 2013

PENSAMENTOS SOBRE LIBERDADE



“Liberdade sem obediência transforma-se em confusão: obediência sem liberdade leva à escravidão”.
WIILIAM PENN
“Os maiores inimigos da liberdade não são os que a oprimem, mas os que a deturpam”.
E. GIRARDIN
“Onde Deus concede uma liberdade, ele espera que haja uma correspondente opção”.
GURNALL
“Há dois tipos de liberdade: uma falsa – na qual o homem é livre para fazer o que gosta; e a verdadeira – na qual o homem é livre para fazer o que é direito”.
CHARLES KINGSLEY
“Descobrimos a liberdade quando encontramos a Deus, e a perdemos quando dele nos desgarramos”.
PAUL SCHERER
“Nenhum homem é livre, a menos que tenha o poder de domínio próprio”.
JOHN SKELTON
“A minha liberdade termina quando começa a envolver a do meu vizinho”.
JOHN STUART MILL
“Liberdade é a única coisa que não podes ter se não quiseres dá-la aos outros”.
WALT WHITIMAN
“Tudo que liberta o nosso espírito sem nos dar o controle de nós próprios é prejudicial”.
GOETHE
“A maior parte daqueles que não querem ser oprimidos quer ser opressores”.
NAPOLEÃO
“Não podemos ser livres fazendo o que bem entendemos, mas, sim, fazendo o que devemos”.
STANLEY JONES
“O homem nasceu livre, e por toda a parte está acorrentado”.
JEAN-JACQUES ROUSSEAU
“A liberdade, como a felicidade, é nociva para um e útil para outro”.
NOVALIS
“As piores dificuldades de um homem começam quando ele é capaz de fazer o que quer”.
THOMAS HUXLEY
“Liberdade significa responsabilidade. É por isso que tanta gente tem medo dela”.
GEORGE BERNARD SHAW
“Estamos condenados a ser livres”.

JEAN-PAUL SARTRE

14 de outubro de 2013

O AMOR INÚTIL


               por George Gonsalves

De vez em quando alguém manda um recado para mim dizendo que me ama. Geralmente, a mensagem é de uma pessoa que, por opção, não fala comigo pessoalmente. Recebo-a e descarto-a imediatamente. Um amor deste tipo, se existe, é totalmente inútil.
    Talvez, a palavra “amor” seja a mais desgastada do mundo. Pensamos que o amor é apenas um sentimento. Este é um dos maiores enganos de nosso tempo. Pensar deste modo é diminuí-lo e inutilizá-lo. Ora, de que vale sentir amor por alguém que não sou capaz de fazer nada?
    Se Deus apenas sentisse muito amor por nós, estaríamos todos condenados. Contudo, a Bíblia diz que Ele provou seu amor por nós com uma ação: enviou seu Filho para morrer por nós (Rm. 5:8). Certa vez, Jesus falou como deveríamos amar o próximo. Ele simplesmente contou uma parábola sobre um samaritano que ajuda um desconhecido que está caído na estrada (Lc. 10:25-37).
     Amar, pois, envolve mais do que sentimento ou palavra. Contém muitas outras virtudes: renúncia, coragem e dedicação, por exemplo. Como disse Fulton Sheen, “o amor se extravasa em um justo zelo”.

11 de outubro de 2013

LANÇAMENTOS DE BONS LIVROS


      Nos últimos dias editoras evangélicas lançaram bons livros, que devem trazer instrução e edificação a muitos cristãos. Abaixo vejam o resumo cada livro publicado pelas respectivas editoras. Boa leitura!  


Por mais de meio século, C. S. Lewis vem alimentando a imaginação de milhões de pessoas em todo o planeta com seu fantástico mundo de Nárnia. Para celebrar o 50º aniversário de sua morte, o dr. Alister McGrath reconta a vida deste que é considerado um dos maiores escritores do século XX.

Em A vida de C. S. Lewis: Do ateísmo às terras de Nárnia (Mundo Cristão, 424p), McGrath apresenta um panorama abrangente e fascinante da trajetória de um pensador profundamente original e que se tornou fonte de inspiração para crianças e adultos em todo o mundo.


Um guia confiável para os clássicos da espiritualidade cristã 

AS INSTITUTAS  -   CONFISSÕES  -   A DIVINA COMÉDIA  - O PEREGRINO  -  A PRÁTICA DA PRESENÇA DE DEUS   - PENSAMENTOS  -  IMITAÇÃO DE CRISTO  -  A VOLTA DO FILHO PRÓDIGO  -  A NOITE ESCURA DA ALMA  -   ORTODOXIA  -  OS IRMÃOS KARAMÁZOV  -  CRISTIANISMO PURO E SIMPLES...

Uma leitura essencial para todos os cristãos. Uma seleção do que há de melhor entre os livros já escritos sobre a fé cristã, a vida de oração e o discipulado.

25 Livros que Todo Cristão Deveria Ler
 (Ultimato, 400p) apresenta o contexto histórico de cada autor e sua obra, leituras selecionadas de cada livro, entre outros recursos indispensáveis para a formação da igreja e o seu engajamento no mundo. Um verdadeiro convite à excelência da tradição cristã.

Os 25 livros aqui reunidos são desafiadores exatamente porque seus autores conheceram a Deus íntima e profundamente, e seus escritos pretendem nos levar à mesma experiência que eles tiveram.


O lado bom do calvinismo (Fonte Editorial, 310p).

Um outro calvinismo é possível!

O “lado B” pode ser “o lado bom”, com “B” de bom, benéfico, benévolo, bendito. A existência do “lado B” é a esperança. Do contrário, o único caminho para o calvinismo é a degeneração em forma de fundamentalismo teológico que se apega à letra das doutrinas reformadas em vez de abraçar o espírito da Reforma Protestante, imaginando que seguir os passos de Lutero e de Calvino é meramente repetir o que disseram, em vez de emular sua vida hoje, dizer o que diriam hoje, se pudessem ter a formação teológica que teriam hoje, com as mentes brilhantes que tinham, formação esta que não era possível que tivessem naqueles tempos de ignorância em que viveram.

Protestantes, evangélicos e (neo) pentecostais (Fonte Editorial, 236p).

Quem são os evangélicos? Protestantes e evangélicos são a mesma coisa? E os pentecostais? São os neopentecostais protestantes? Por que tantas formas institucionais ou igrejas diferentes, se são todos “crentes”? Estas e outras perguntas similares ainda afloram para todos os que, não tendo uma noção mínima da história das ideias religiosas, procuram entender o pluralismo eclesiástico que vai em velocidade crescente, diversificando a paisagem religiosa brasileira que, até poucas décadas atrás, apresentava, pelo menos superficialmente, uma impressionante homogeneidade ditada pela supremacia cultural do catolicismo romano.

O conjunto de ensaios reunidos neste volume pretende oferecer aos seus leitores e leitoras uma visão do campo religioso protestante/evangélico no Brasil, numa perspectiva ampla e por meio de uma abordagem crítico-interpretativa de caráter multidisciplinar. A iniciativa desta publicação partiu da constatação de que ainda persiste uma grande carência de divulgação de estudos mais abrangentes sobre o mundo protestante/evangélico. Ao lado da literatura apologética produzida pelos diferentes grupos religiosos, que são na sua maioria autolaudatórias, existe um conjunto de estudos e pesquisas realizados nas últimas décadas que infelizmente se ocupam de aspectos parciais do mundo protestante/evangélico.

7 de outubro de 2013

ASSISTA A 29ª CONFERÊNCIA FIEL - AO VIVO


Dias: 07 a 11 de Outubro de 2013

Preletores:

Augustus Nicodemus Lopes
D.A Carson
Michael Horton
Dave Harvey
Heber Carlos de Campos
Heber Campos Junior
Clodoaldo Machado

Assista clicando aqui

1 de outubro de 2013

A IGREJA PRIMITIVA E A IGREJA DE HOJE



                                                                                                                por George Gonsalves

Na igreja primitiva havia unanimidade de propósito (Atos 2:46)
Na de hoje, há inúmeras divisões

A igreja primitiva se reunia em casas (Rm. 16:5; I- Cor. 16:19)
A de hoje se ajunta em suntuosos templos 

Na igreja primitiva todos tinham unção (I-João 2:20 e 27)
Na de hoje, há um pequeno grupo de “ungidos do Senhor”

A igreja primitiva era dirigida pelo Espírito Santo (At. 15:28; At. 16:6-7)
A de hoje é governada por “grandes homens” de Deus

Na igreja primitiva havia repartição de bens (At. 2:45; II-Cor. 8:13-15)
Na de hoje, cada crente tem que buscar sua “benção”

Na igreja primitiva todos cantavam com salmos, hinos e cânticos espirituais (Ef. 5:18)
Na de hoje, há “ministérios” de louvor

Na igreja primitiva havia unção de óleo sobre pessoas (Tg. 5:14)
Na de hoje, a unção é sobre objetos

A igreja primitiva elegia seus obreiros (At. 6:3-5; 14:23; 15:22; I-Cor. 8:19)
Na de hoje, eles são escolhidos pelos pastores

Na igreja primitiva os obreiros não queriam ser pesados a ela (At. 20:33-34)
Na de hoje, eles sugam os seus recursos

Na igreja primitiva os obreiros reconheciam que eram pecadores (I-Tim 1:15)
Na de hoje, eles se consideram super-crentes

Na igreja primitiva os obreiros estavam aprendendo e crescendo (Fp. 3:12-14; 4:11)
Na de hoje eles se acham infalíveis

A igreja primitiva disciplinava seus membros (Mt. 18:15-20)
Na de hoje só os pastores o fazem, e quando fazem 

A igreja primitiva era perseguida (At. 8:1)
A de hoje, muitas vezes, é perseguidora 

Na igreja primitiva o Senhor avivava os corações (At. 4:31)
Na de hoje, o “avivamento” é produzido pelos homens

Na igreja primitiva a sabedoria vinha de Deus (Tg. 1:5)
Na de hoje, vem dos cursos de teologia 

A igreja primitiva não tinha nada e era cheia de graça (At. 3:6; Ap. 3:8)
A de hoje tem muito e não possui nada

(atualizado de um texto publicado inicialmente em 2010).

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...