20 de novembro de 2013

QUANTAS COISAS PRECISAMOS TERMINAR?


por George Gonsalves

      "completei a carreira" (Paulo a Timóteo - II-Tim. 4:7).

     Há algum tempo percebi que havia começado a leitura de vários livros e, por alguma razão, não havia concluído. Decidi, então, voltar a eles. Quando concluí alguns deles, notei que havia desperdiçado alguns tesouros do conhecimento, que estava negligenciando oportunidades de crescimento, e isto bem ao meu alcance.
      Quantas coisas começamos e, por negligência, não terminamos? Não me refiro a projetos esdrúxulos ou planos mal intencionados. Não devemos levar adiante algo que iniciamos, mas que percebemos que não vale a pena terminar. Há livros e filmes ruins, amizades perniciosas e empregos indignos. Estes precisam ficar pelo caminho, inconclusos.
    Refiro-me a coisas que realmente devemos concluir. Quantas destas há na minha e na sua vida? Muitos de nós somos rápidos para iniciarmos algo, mas nos esquecemos de terminá-lo. Vamos deixando pedaços de obras incompletas pelo caminho da vida, e há coisas que só são boas se forem completadas.  
     Reflitamos e, quem sabe antes do fim do ano, possamos terminar algo que julguemos importante: a leitura de um bom livro, a pintura de nossa casa (ou de outrem), um curso que acrescente conhecimento e oportunidades ou mesmo um diálogo inadiável.

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...