5 de agosto de 2013

AMANDO SEREI MAIS AMADO?

Pedro nega conhecer Jesus
por George Gonsalves

O apóstolo Paulo deu literalmente suor, lágrimas e sangue pelas igrejas de Cristo. Ele chegou a dizer que sentia “dores de parto” pelas igrejas da Galácia (Gl. 4:19). Aos colossensses escreveu: “me regozijo nos meus sofrimentos por vós” (Cl. 1:24). Mas nenhuma afirmação de Paulo me impressiona mais em relação ao povo de Deus do que esta, direcionada aos coríntios: “Eu de boa vontade me gastarei e ainda me deixarei gastar em prol da vossa alma. Se mais vos amo, serei menos amado?” (II-Cor. 12:15).
     O apóstolo sentiu na pele a dor da ingratidão, do desprezo e da covardia daqueles por quem ele dedicou sua vida. Em uma de suas últimas cartas ele escreveu a seu discípulo Timóteo: “Na minha primeira defesa, ninguém foi a meu favor; antes, todos me abandonaram” (II-Tim. 4:16). É dilacerador receber o mal de quem você fez bem. O próprio Cristo passou por isto. Momentos antes de sua prisão, ele falou: “Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo; porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho ficarão dispersas” (Mt. 26:31). Todos o abandonaram. Em perigo, preferiram negar a própria fé.
      Embora esta experiência seja terrivelmente dolorosa, Deus não permite que nos alimentemos de nossas lágrimas, que sejamos consumidos por autocomiseração. Somos chamados a não nos cansar de fazer o bem (Gl. 6:9), a alimentar o próprio inimigo (Rm. 12:20). Afinal, estamos sempre diante do Senhor, e é a Ele que devemos agradar.
     Jesus chamou Judas de amigo quando este o foi trair com um beijo (Mt. 26:50). Paulo perdoou quem o abandonou (II-Tim. 4:16). Fazer isto é ser liberto da mágoa e da vingança, que corroem o coração e nos imobilizam para o bem. Respondendo a pergunta que é o título deste texto: "Amando serei mais amado?". Não necessariamente. Amar é correr riscos, riscos que não podemos deixar de correr. Como bem disse C.S. Lewis: “Amar é sempre ser vulnerável. Ame qualquer coisa e certamente seu coração vai doer e talvez se partir [...] O único lugar além do céu onde se pode estar perfeitamente a salvo de todos os riscos e perturbações do amor é o inferno.” 

               

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...