12 de abril de 2012

PASSAGEM



Passamos a vida...passando
Já passei por rios caudalosos que, imponentes, traziam vida
e por outros que, moribundos, deixaram apenas um leito imaginário

Andei em tortuosas estradas, becos sem saída e apinhadas avenidas   
Pisei em terra batida, entre pedregulhos 
Mas também em campos verdejantes 

Passei por pessoas que jamais esquecerei,
cuja presença em silêncio foram um bálsamo para minha alma ferida  
e por outras que gostaria nunca ter conhecido 

Passei os olhos em livros que me deixaram saudades, 
cujas letras mágicas me levaram a lugares que dantes não conhecia. 
Quem dera pudesse retirar do baú de minha memória
todas aquelas preciosas páginas!

Passei pela chuva deixando-a me alcançar
e já tentei fugir de suas gotas
Abriguei-me dos raios do sol
e um dia apressei-me para que eles me tocassem

Também sei que devo passar do vil para o precioso,
do rancor para o perdão, 
da borda para o profundo,
do "meu" para o "nosso" 

Quero, enfim, continuar passando pela vida, antes que ela passe por mim.
Antes que ela se esvaia por entre os dedos. 
E ao final almejo, como almejo! 
passar de mim mesmo para Àquele que dá sentido 
a tudo e a todos.

George Gonsalves

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...