8 de fevereiro de 2012

OS CINCO MAIORES ARREPENDIMENTOS À BEIRA DA MORTE


    


por George Gonsalves

      Bronnie Ware, uma enfermeira australiana que é especialista em cuidar de doentes terminais, lançou um livro com uma lista de cinco principais arrependimentos de pessoas que estão prestes a morrer.
O livro de Ware, intitulado The Top Five Regrets of the Dying - A Life Transformed by the Dearly Departing ("Os Cinco Maiores Arrependimentos à Beira da Morte", em tradução livre) relata as experiências da autora durante anos de trabalho em cuidados de doentes terminais, pessoas que já não tinham chances de recuperação e podiam morrer a qualquer momento.
Os cinco grandes arrependimentos listados por Bronnie Ware foram:

1. Queria ter tido a coragem de fazer o que realmente queria, e não o que esperavam que eu fizesse;
2. Queria não ter trabalhado tanto;
3. Queria ter tido coragem de falar o que realmente sentia;
4. Queria ter retomado o contato com os amigos;
5. Queria ter sido mais feliz.

Bronnie Ware
Os cinco arrependimentos anotados por Ware devem nos despertar para algumas reflexões: "Estamos entregando nossa vida àquilo que realmente vale a pena?"; "Desperdiçamos aquilo que nos é mais precioso e irrecuperável (o tempo) no que é fútil?"; "Afastamo-nos daqueles que fizeram nossa vida ser mais alegre e bela?", "Fomos verdadeiros, honestos conosco mesmo?" e, finalmente, "Procuramos a comunhão com Deus, a fonte de uma vida feliz"?.  
Os cristãos têm um padrão elevado a seguir. Na verdade, inalcansável. Pelo menos, enquanto houver pecado em nós. Simplesmente, somos chamados por Deus para o amar "de todo o coração, de toda a alma, de todo o entendimento e de toda a  força" (Mt. 12:30) (grifei). Apesar das tentativas de alguns teólogos, não há como minimizar estas palavras: "Sede vós perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celeste" (Mt. 5:48) ou ainda: "Aquele que diz que permanece nele (Jesus), esse deve também andar assim como ele andou". Não temos o direito de rebaixar o padrão de Deus por causa de nossa fraqueza.
Com certeza, quando formos chamados ao Pai não estaremos "com as nossas malas prontas, nem nossa conta estará em dia" (Quintana). Mas, devemos tentar ao máximo "arrumar" o que podemos e "pagar" o que devemos. Contudo, há um sublime consolo, uma excelsa esperança. Em relação a Deus, há alguém que "arrumou" e "pagou" por nós: Jesus Cristo quitou nossa dívidas com o céu (Cl. 2:13-14). Então, este é o ensino bíblico: "façamos o que pudermos; Jesus faz o resto".

Obs.: O livro foi lançado no Brasil com o título de "Antes de partir", publicado pela Editora Jardim dos Livros. 

2 comentários:

otavio disse...

foi muito opoturno essa reflexão sobre a vida é parecido com aquela musica do titãs epitafio que só tem um erro ,que é dizer que o acaso vai nos proteger , como quem diz deus não existe, mas a musica fala a mesma coisa que emfermeira escritora diz . muitos de nós estamos preucupados com corre da vida não paramos pra refletir que a vida não é so dinheiro , mas procurar amar as pessoas ao nosso redor e mais da um passeio por um parque e observar os passaros ,arvores e ver como são belas as flores são essas coisas aperentemente simples que nos levar a refletir e valorizar a vida .paz e graça

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Verdade são 5 arrependimentos que tiram nosso tempo e felicidade, que nos sirva de alerta, gosto de textos assim edificante, fique na paz de Deus.

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...