11 de fevereiro de 2012

JOHN GEDDIE: MISSÃO ENTRE CANIBAIS


John Geddie

          Em 1606, foi "descoberta" por Fernandez de Quiros da Espanha, uma cadeia de dezoito ilhas no Pacífico Sul, a nordeste da Austrália e ao sudeste de Nova Guiné, que foram chamadas de Novas Hébridas. Hoje formam a nação de Vanuatu. 
Mais de dois séculos depois, em 1839, dois cristãos enviados pela Sociedade Missionária de Londres aportaram por lá. Era o século das missões. Ásia, África e Oceania estavam sendo visitados por dezenas de jovens missionários que desejavam anunciar o amor de Deus aos seus moradores. Ocorre, que os dois missionários foram mortos e devorados por canibais que habitavam em uma das ilhas, chamada Eromanga, apenas poucos minutos após aportarem. Foi um batismo de sangue para as Ilhas Hébridas. Mas, o melhor ainda estava por vir...
A mesma sociedade missionária enviou outra equipe em 1842, desta feita, para a ilha de Tana. Estes não foram mortos, mas expulsos em sete meses. Os resultados, aparentemente negativos, não tiraram o ímpeto dos que desejavam ver pessoas de cultura tão distinta aos pés de Cristo.
Foi, então, que em 1848 John Geddie (da igreja presbiteriana da Nova Escócia), acompanhado de sua esposa, Charlotte McDonald, e dois filhos, chegou à ilha de Anatom. Ele havia dedicado cerca de seis meses ao aprendizado da língua nativa. Hoje, um site de viagem descreve o território assim: "Esta formosa ilha está rodeada de uma barreira coralífera, a costa está cheia de atrativas praias e na parte sul há também numerosas fontes termais".                         
       Apesar da beleza do lugar, não era convidativo aos cristãos no século XIX. Além de tempestades tropicais e estranhas doenças, havia práticas terríveis entre os nativos. Eles confessavam que a carne humana era a mais saborosa para eles. Ainda havia o costume de estrangular a viúva para que o espírito dela acompanhasse o do marido até o outro mundo.
Pouco tempo após sua chegada, Geddie escreveu em seu diário, em 09 de fevereiro de 1849: "Na escuridão, degradação, poluição e miséria que me rodeia, vou olhar para a frente na visão de fé para o momento em que alguns desses pobres ilhéus se unirão na música triunfante de almas resgatadas:'Àquele que nos amou e nos lavou dos nossos pecados em Seu próprio sangue.'"
Depois de anos de paciente semeadura e cultivo, o missionário começou a colher alguns frutos preciosos. Ele relata com alegria quando a ordenança da Ceia do Senhor foi observada pela primeira vez na ilha. "Esta é a primeira vez", diz Geddie em uma carta, "que o amor do Redentor foi comemorado nesta terra escura. Oh! Que o tempo pode chegar em breve, quando muitos mais dos seus habitantes escuros e degradados devem se juntar a nós nesta portaria do amor. "
Sua oração foi finalmente atendida. Um dia, um nativo chamado Yakanui veio até o missionário. Yakanui era o maior canibal da ilha. Havia poucas crianças deixadas em seu distrito, porque ele tinha matado e comido muitas delas. Adultos também tinham sido suas vítimas. Ele foi odiado pelo povo, pois o temiam por sua ferocidade e porque também acreditavam que ele possuía poderes misteriosos que poderiam trazer ruína sobre eles. 
Por volta de 1854 ele, que já tinha companhia de John Inglis, que chegou em 1852, escreveu com júbilo: "cerca de 3.500 selvagens [mais da metade da população] jogaram fora seus ídolos e renunciaram a seus costumes pagãos, e todos confessaram-se adoradores de verdadeiro Jeová Deus".
John Geddie, o "pai" das missões presbiterianas nas Ilhas dos Mares do Sul, faleceu em 1872. No seu memorial está escrito:

Numa grande igreja, com capacidade para 1.00 pessoas, há uma placa comemorativa do trabalho de John Geddie, com os seguintes dizeres: 'Quando ele chegou aqui, em 1848, não havia nenhum crente; e quando ele saiu, em 1872, não havia mais incrédulos'".   

George Gonsalves

Fontes:
Por que tarda o pleno avivamento?. Leonardo Ravenhill. Ed. Betânia, 1989. 
Completando as aflições de Cristo. John Piper. Shedd Publicações, 2010. 
http://www.biographi.ca/009004-119.01-e.php?&id_nbr=4999&&PHPSESSID=ychzfqkvzape  
http://www.wholesomewords.org/missions/bgeddie.html

5 comentários:

Doutrina Cristã disse...

Caro Pr. George
É impressionantemente o fito de Jhon Geddie.
Quanto bravura e dedicação realmente Jesus tem preparado grandes homens para sua missão.

ps - obrigado pela sua participação em nosso portal da RSC.

luiz cledio

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Muito interessante, mais um homem de Deus que conheço, que benção, e que testemunho.

Hebert disse...

Obrigado George Gonsalves pela visita ao blog UM TOQUE DE DEUS NA SUA VIDA e por seguir o mesmo achei este blog muito bom Glória a Deus pela sua vida.

Hebert disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Compartilhandomissoes.blogspot.com disse...

É maravilhoso ler o testemunho dos irmãos missionarios.
Os quais dedicaram suas vidas em serviço do Reino.
Em Cristo
Juliana

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...