21 de janeiro de 2012

DEUS QUER REALIZAR OS NOSSOS SONHOS?


"O meu fim é o meu princípio".
                                    T.S. Eliot

     A cada época os cristãos parecem se concentrar em um só aspecto do evangelho. Generalizando, poderia destacar uma palavra para expressar aquilo que foi mais focado pela igreja em determinados momentos. Por exemplo, no século XVI uma doutrina cristã queimou nos corações sedentos: justificação. Percebemos isto através dos textos de Lutero e Calvino. No século seguinte, talvez a palavra que mais resumiria o anseio dos cristãos era santidade, fato que ficou notório pelo movimento pietista. 

      Se pudesse escolher uma palavra representativa para a igreja do século XVIII seria avivamento. Nos cem anos seguintes poderíamos dizer que uma mensagem que não parou de soar entre os cristãos foi: missões. Já no século XX não há como negar que pentecostes foi a palavra que mais representou a cristandade de uma forma geral.

       Mal iniciamos o século XXI e já destaco uma palavra para expressar o sentimento da cristandade brasileira: promessa. Nunca se ouviu tanto se falar sobre isto. Temos caixinhas de promessas, culto das promessas, Bíblia de promessas e agora até o "Festival Promessas". O número de músicas evangélicas que trazem esta palavra no título é surpreendente. Em uma rápida pesquisa encontrei algumas: "Promessa", "Marca da promessa", "Deus de promessa", "Cada promessa", "Eu tenho a promessa", "Promessa de Deus, "Vivendo a promessa" e "Promessa fiel". Deve haver muitas outras.

       Não quero, obviamente, negar a importância das promessas de Deus. Elas são muitas e importantes. O pastor Charles Swindoll afirmou que pode haver sete mil e quinhentas delas na Bíblia. Todavia, temo que percamos o alvo. Primeiramente, muitas das promessas faladas e cantadas pelos crentes simplesmente não foram feitas por Deus para a vida deles. Muitas promessas foram feitas apenas a Israel, outras foram endereçadas a alguém em particular (como ao carcereiro em Filipos: "Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa" - Atos 16:31). Deus definitivamente não prometeu a todos prosperidade financeira, sucesso nos relacionamentos amorosos ou conversão dos familiares. Não, ele não está trabalhando para realizar os nossos sonhos, só aqueles que fazem parte do plano d'Ele. É útil o alerta de A. W. Tozer: "O Deus que devemos ver não é o deus utilitário tão popular hoje, cujo principal atrativo é sua capacidade de fazer com que homens sejam bem-sucedidos em suas diversas ocupações, e por esta razão está sendo adulado e lisonjeado por todo aquele que deseja um favor".  

    Mas, o fato primordial é o seguinte: não devemos buscar a Deus em troca de suas promessas, mas por causa de UMA PROMESSA: o próprio Jesus. João escreve: "E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna" (I-João 2:25). Não é dito aqui que a vida eterna é a principal das promessas, mas sim que ela é A PROMESSA. Isto porque a vida eterna não é essencialmente vida para sempre, mas conhecimento e comunhão com Cristo: "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem tu enviaste" (João 17:3).

      Todas as promessas divinas estão contidas em Cristo. Escrevendo aos gálatas, Paulo disse que "a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que, mediante a fé em Jesus Cristo, fosse a promessa concedida aos que crêem" (3:22).

     Infelizmente, parece que os templos evangélicos estão abarrotados de pessoas em busca de promessas que Deus não fez e que, definitivamente, não resolve o problema do pecado e do vazio do coração humano. Pastores ignorantes ou inescrupulosos fazem promessas falsas em nome de Deus. E com isso, não está sendo anunciada de forma categórica ao mundo a promessa que saciará os corações mais sedentos e famintos: o Senhor Jesus Cristo.

George Gonsalves
















5 comentários:

George Gonsalves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Pereira disse...

Muitos cristãos estão sendo levados por um desejo mundano de reclamar por "seus direitos" e esquecer de cumprir com seus deveres que, para nós, devem ser deveres ou desejos de piedade. Mas para resumir todos nós devemos servir ao Senhor por amor.
Deus os abençoe!

Pastor Edinaldo Domingos disse...

Amado George, a Paz do Senhor.

Foi com grande satisfação que recebí sua visita e a noticia de que está seguindo o meu modesto blog. Também causa-me muita alegria, saber que o amado irmão é mais um soldado de Cristo na trincheira da verdade.
Estou sabendo da campanha do dia 25.
Deus abençõe sua vida.
Um forte abraço.

Pr. Edinaldo Domingos


Obs. "Promessas" Texto excelente, Parabéns.

Pastor Edinaldo Domingos disse...

Verso do hino 107 da Harpa Cristã:
" Firme nas promessas, sempre vejo assim purificação no sangue para mim"
" Firme nas promessas do senhor Jesus em amor ligado com a sua cruz.

As promessas que devemos estar firmes, são as promessas de Jesus e não as dos pregadores e cantores 'ASTROS' da atualidade.

Obs. Será uma honra fazer parceria na lista de blogs, ok?

George Gonsalves disse...

Pr. Edinaldo, obrigado pela ótima lembrança do hino 107 da Harpa. Faz-nos pensar em que tipo de promessas estavam alicerçados os crentes.

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...