19 de agosto de 2011

ELE RESSUSCITOU!


        Lendo o capitulo 20 do evangelho de João, contemplamos um dos fatos mais fascinantes e maravilhosos da história: a ressureição de Jesus.
       Os discípulos estavam entristecidos pela ocasião da morte do Mestre, e no decorrer da leitura desse evangelho, vemos relatos interessantes que nos causam ao mesmo tempo alegria e comoção.
      De início, nos deparamos com dois dos seus discípulos, Pedro e João, correndo com a ansiedade de uma criança diante de uma “estranha” notícia: o corpo do Senhor havia sumido!
        Eles tinham que ver com seus próprios olhos o que de fato acontecera. Por um momento imagino a ansiedade no coração daqueles varões. De um lado, o discípulo amado, o mesmo que na última ceia reclinara carinhosamente a cabeça sobre o ombro do Mestre, por outro lado, Pedro, aquele mesmo, que numa dada ocasião disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”.
         Depois de chegarem ao sepulcro, o ousado Pedro entrou enquanto João, hesitante, ficou à entrada do túmulo. Porém, não resistindo acompanhou o amigo. É impossível não imaginar a ansiedade naquele momento.
        Era realmente verdade. O corpo do Senhor não estava lá. Os lençóis eram a evidência do fato e, finalmente, creram na notícia.
       Voltaram então para casa, porém, Maria não retorna com eles, mas permanece junto ao túmulo chorando. Sua perseverança em permanecer no lugar me impressiona, e quando indagada pelos anjos, sua resposta mostra-nos zelo pelo Mestre querido: “... Levaram meu Senhor e não sei onde o puseram”.
        Jesus continuava sendo Senhor para ela, mesmo diante daquelas circunstâncias.
      E finalmente, mais uma vez a pergunta: por que choras? Dessa vez não eram os anjos. Maria responde-o sem ao menos perceber de quem se tratava, até que Ele diz: Maria!
      Bastou uma palavra. Creio que havia ali um misto de autoridade, porque despertou seu coração e familiaridade. Era Ele. Só Ele poderia chamá-la assim.
       Aquela mulher irrompeu em alegria e disse: Rabôni! (que em hebraico quer dizer mestre). Imagine por um pouco a cena e seu coração, como o meu, saltará de alegria.
       Era um dia festivo para Maria.
       O sepulcro vazio era a evidência do milagre.
       Ele ressuscitou!

Silvana Sales




Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...