31 de maio de 2011

ORIGENS DAS DENOMINAÇÕES

LIVRO: AS ORIGENS SOCIAIS DAS DENOMINAÇÕES CRISTÃS
AUTOR: H. RICHARD NIEBUHR
ED.: ASTE/CIÊNCIAS DA RELIGIÃO, 1992, 184p.


       Um dos livros que mais trouxeram impacto à minha vida. Richard Niebuhr, um dos mais importantes teólogos americanos do século XX, trata de desnudar as influências dos aspectos sociais e econômicos nas denominações cristãs. Logo no primeiro parágrafo, ele põe o dedo na ferida: "O cristianismo tem freqüentemente obtido aparente sucesso ao ignoraros preceitos do seu fundador. Como instituição interessada em autopreservar-se e em ganhar poder, a Igreja tem às vezes achado a mensagem da cruz tão impópria quanto a têm achado grupos nacionais e econômicos" (p. 13).
        Para Niebuhr, o denominacionalismo enfraquece a mensagem da Igreja perante o mundo, pois elas surgem, basicamente, não por diferenças teológicas, mas por compromissos econômicos, como no caso da divisão ocorrida nas igrejas americanas por causa da escravidão.
      Ele também aborda o conceito de "igreja dos deserdados", comunidade de pobres que almejam viver um cristianismo autêntico, revolucionário. Ocorre, que o sucesso econômico acaba por minar o idealismo inicial, e elas acabam se amoldando à sociedade em que vivem. Passaram por este caminho os metodistas e os quakers, por exemplo.  
      Um livro instigante e perturbador, e talvez por isso mesmo, necessário. Nos ajuda a lançar um olhar penetrante para a história da igreja, sem o triunfalismo que quase sempre a acompanha. 
George Gonsalves
     

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...