14 de maio de 2011

DEUS NÃO ESTÁ NO NOSSO CONTROLE


por George Gonsalves


"Precisamos de uma teologia que não ponha Deus num cercadinho das coisas religiosas. Deus fala, se ouvimos. Deus ouve, se falamos. Deus se manifesta, se queremos."
Israel Belo de Azevedo

Há algum tempo consultei um livro de Teologia Sistemática, um dos mais volumosos publicados no Brasil, com quase duas mil páginas. Estava ansioso para estudar sobre um determinado tema bíblico. O autor foi tão profundo naquele assunto que comprei o livro. Ocorre, que eu descobri com o tempo que a obra, embora erudita, não era ampla. Ou seja, não tratava de muitos assuntos.

Depois senti necessidade de um livro de teologia sistemática que abordasse o maior número de temas possíveis. Então, encontrei um que abordava mais temas que o primeiro. Para completar na sua contra capa tinha os seguintes dizeres: completa, plena, absoluta, cabal, integral, suficiente... Bom, alguns dos primeiros assuntos que pesquisei simplesmente não eram sequer comentados pelo autor. Descobri que algumas de minhas preocupações teológicas não eram as suas. Mesmo que fosse, ele não poderia esclarecer todas as minhas dúvidas, só Deus pode.

Na verdade nenhum teólogo pode responder a todas as questões existenciais. Simplesmente, porque somos finitos e Ele, infinito. Como disse Wayne Grudem: "Não só não é verdade que jamais poderemos compreender plenamente a Deus; é verdade também que jamais poderemos compreender plenamente nem mesmo uma só coisa acerca de Deus (Teologia Sistemática, Ed. Vida Nova, p.102). Ou como disse o teólogo batista Augustus H. Strong: "Aconteça o que acontecer com as ciências da natureza e do homem, nunca se chegará a um conhecimento exaustivo da ciência de Deus (Teologia Sistemática, Ed. Hagnos, p. 86). E ainda Calvino, que sentenciou que toda doutrina da Escritura excede, em sua sublimidade, ao intelecto humano (Romanos, Ed. Paracletos, p. 417).

Se é asssim, porque ainda há tanta teimosia em se falar daquilo que não se sabe. Sim, reformados e pentecostais continuam a tentar explicar coisas que o próprio Deus não esclareceu em sua palavra. Há algum tempo ouvi um pastor dizer que ao chegar ao céu admitia que Deus poderia lhe corrigir em uma única doutrina, que poderia não ter ensinado corretamente.

Alguns querem que Deus esteja sob seu controle. Todas as suas ações são guiadas pelo Senhor. Tudo o que falam é inspirado pelos céus. Mas sabemos que o Todo-poderoso é soberano e não precisa comunicar todos os seus atos a quem quer que seja. Para o apóstolo Pedro, que queria saber sobre João, disse: "Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa? Quanto a ti, segue-me (João 21:22). Depois de falar sobre desígnios maravilhosos do Senhor, Paulo irrompeu em louvor: "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos" (Rm. 11:33).

Precisamos reconhecer que nenhum homem pode dar conta de todos os desígnios de Deus. Ele fala muita coisa que não ouvimos e faz muita coisa que não sabemos. Por isto, o profeta Ezequiel foi sábio quando foi perguntado se ossos poderiam reviver. Ele disse: "Senhor Deus, tu o sabes" (Ez. 37:3).





Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...