30 de dezembro de 2010

ANO QUE VEM


Ano que vem quero paz
Não a paz meramente exterior, que me custe o silêncio da verdade
Mas principalmente no coração
Aquela que não tem preço
Adquirida não por dinheiro ou pedras preciosas
Mas por uma consciência tranquila diante de Deus

Ano que vem quero amizade
Não as bajuladoras e oportunistas
Mas sincera e leal
Mesmo que seja de alguns poucos
Que me animem quando preciso
E me corrijam quando necessário

Ano que vem quero perdão
Conseguido através de sincero arrependimento
Quero também poder ofertá-lo livremente a todos, pois alguém disse
Que somos semelhantes a animais quando matamos,
A homens quando julgamos,
Mas a Deus quando perdoamos.

Ano que vem quero amor
Não o amor simplesmente carnal, que logo se esvai
Quero um que seja puro
De alguém que me ame, não por causa de minhas virtudes
Mas apesar de meus pecados  

Sobretudo, ano que vem quero Deus
Não algum criado à imagem e semelhança do homem
Indisposto para perdoar e complacente com a iniquidade
Mas o Deus bíblico: livre e poderoso
Irado contra o pecado, amante dos pecadores   

George Gonsalves

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...