14 de novembro de 2010

LIVROS SOBRE ECLESIOLOGIA


DEUS, O ESTILISTA – O padrão bíblico para a modéstia cristã
Autor: Jeff Pollard. Editora Fiel, 2006, 78p.

            Jeff Pollard aborda neste pequeno livro um tema bastante controverso na igreja atual: há um padrão bíblico para a vestimenta do cristão? O crente deve se vestir de qualquer modo? Suas roupas podem refletir algum sentimento interior?
            Com competência o autor tenta responder a estas perguntas. Fazendo uma cuidadosa leitura de textos do Antigo e do Novo Testamentos e citando grandes mestres cristãos do quilate de Calvino, John Bunnyan e Richard Baxter, ele nos oferece reflexões importantes sobre o assunto.
            Importante também são os seus comentários sobre a influência da moda e dos meios de comunicação na sociedade.


AVIVAMENTO
Autor: D.M. Lloyd-Jones. Editora PES, 320p.
            Sem sombra de dúvida um dos melhores livros sobre o assunto disponível em português. O doutor Martyn Lloyd-Jones, pregador da capela de Westminster, em Londres, foi um dos grandes mestres cristãos do século XX. E nesta obra ele coloca sua erudição e paixão.
            Não somente ele descreve alguns avivamentos na igreja, como demonstra a fundamentação teológica para estes acontecimentos. Com certeza, ajudará os leitores de uma geração que vulgarizou o termo “avivamento”.
            Em toda a obra o autor nos exorta a buscarmos uma poderosa e bíblica manifestação de Deus, em frases como: “Fomos destinados a experimentar Deus” (p. 92) e “Não lhe dêem descanso, e não descansem. Persistam. Bombardeiem a Deus. Bombardeiem o céu até que a resposta venha” (p. 265).
            Simplesmente imperdível!

RESGATANDO O CRISTIANISMO – Um clamor a fé autêntica
 Autor: A.W. TOZER. Editora Motivar, 2009, 178p.
            Recente lançamento de obra inédita de Tozer em português. Nela, o autor fala não sobre a vida cristã individual, o relacionamento do crente com Deus, como costumeiramente faz. Aqui, ele trata da cristandade e da igreja como um todo.
            O capítulo mais instigante é o sexto: “Cuidado com o jogo religioso das palavras”. Neste ele afirma que evangelho não é apenas acertar nas palavras, não é ser ortodoxo no linguajar teológico, mas é experimentar e viver o poder que ele transmite.
            Os capítulos são geralmente encerrados com um cântico de um grande autor cristão do porte de Isaac Watts, Charles Wesley e A.B. Simpson. Deste último consta o belíssimo poema “O Senhor” (p. 104/106).
            Para todo cristão interessado em uma leitura profunda sobre a igreja, este livro não deve faltar na prateleira.    
George Gonsalves

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...