15 de março de 2010

AS VERGONHOSAS DISPUTAS DOS EVANGÉLICOS

         Neste sábado, 13 de março, dei uma olhada na programação evangélica de certa emissora de televisão. Deparei-me, então, com um programa de uma Assembléia de Deus. O apresentador falava do centenário desta denominação que ocorrerá no próximo ano e fazia menção aos diversos ministérios (?) que havia no Brasil.
             Em dado momento, apareceu a mensagem de um pastor que se intitulava presidente da “Convenção da Igreja Mãe das Assembléias de Deus no Brasil”. Confesso não gravei o seu nome. Ele parabenizava colegas de ministério por uma “vitória” alcançada. A suposta vitória tinha sido alcançada na justiça. Pelo que entendi, ele ou a entidade que representa propôs ação judicial contra a CGADB, outra convenção das Assembléias de Deus, e tinha alcançado decisão favorável do poder judiciário. Fiquei envergonhado e indignado.
            De antemão, deixo claro que não conheço, nem pretendo conhecer os pormenores do lamentável episódio. Não pretendo emitir juízo sobre questões administrativas de qualquer denominação. Quero apenas manifestar minha repulsa ao fato de professos cristãos estarem se digladiando nas barras dos tribunais e ainda publicarem isso com a maior naturalidade possível.
        Ora, aos coríntios Paulo reprovou contundentemente atitudes como esta. Ele diz: “Aventura-se algum de vós, tendo questão contra outro, a submetê-lo a juízo perante os injustos e não perante os santos? {...} Não sabeis que havemos de julgar os próprios anjos? Quanto mais as coisas desta vida! Entretanto, vós, quando tendes a julgar negócios terrenos, constituís um tribunal daqueles que não têm nenhuma aceitação na igreja. Para vergonha vo-lo digo. {...} Mas irá um irmão a juízo contra outro irmão, e isto perante incrédulos! O só existir entre vós demandas já é completa derrota para vós outros. Por que não sofreis, antes, a injustiça? Por que não sofreis, antes, o dano?” (I-Coríntios 6:1-7).
            A igreja evangélica brasileira precisa de uma urgente reforma e avivamento. Envolvida em desvios doutrinários e morais, ela tem deixado sua missão de transparecer ao mundo uma ética verdadeiramente cristã. Quantos, em vez de angariarem adeptos para sua causa pretensamente justa, ousam sofrer o dano e a injustiça? Seria melhor perdermos bens e cargos, do que expormos ao mundo as vergonhosas demandas entre nós.   
         Infelizmente, são os próprios líderes que dão o mau exemplo. Certa vez, tentava mostrar a alguém que se professava cristão que ele pecava ao interpor uma ação judicial contra a própria mãe, que também era cristã. Ele não rebateu meus argumentos bíblicos, mas disse que havia se aconselhado com um pastor, que teria lhe dito que sua atitude não era errada. Interrompi-o dizendo que não me interessava pela opinião do suposto pastor, e sim pelos ensinamentos de Cristo. Ele não se mostrou interessado em mudar seus caminhos, pois aparentava está acobertado pelo conselho de algum “homem de Deus”.
         A ética cristã não é a deste mundo, nem a de boa parte da cristandade. Ela nos ensina a perdoar sempre, a não revidar àqueles que nos agridem, a sofrer injustiças para o bem da propagação do evangelho. Quando a igreja se permitir ser mudada pelo Senhor, o mundo será atraído a ela. Lembro-me de uma frase do missionário Turner Nelson quando esteve no Brasil há alguns anos: “O mundo se arrependerá de seus pecados, quando a igreja se arrepender dos seus”.          
                                                                                                                George Gonsalves

Um comentário:

otavio disse...

concordo em parte com comentario postado ,pois a igreja que estava sendo prejudicada era igreja mãe das assembleias de deus , pois o senhor então presidente da cgadb welligtom . é verdade que que questões eclesiasticas devem ser resolvidas entre irmãos não na justiça , mas só que presidente welingtom e despota só pensa em dinheiro ta mais preucupado com poder ai foi necessario o presidenta da igreja mãe ir na justiça com isso não quero dizer que o presidente da igreja mãe é santo não nimguem é perfeito . um abraço me desculpe se foi duro graça e paz asinado otavio do sal da terra maranguape

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...