25 de janeiro de 2010

A IMPORTÂNCIA DA REFLEXÃO


“Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, que dele te lembres e o filho do homem que o visites?”
Salmos 8:3,4


         Estamos vivendo numa correria tremenda. Os relógios foram acelerados? Parece que o tempo passa bem mais rápido hoje do que quando eu era criança. As pessoas quase não se cumprimentam mais nas ruas porque todos estão correndo. A vida moderna exige que assim seja. 
        Hoje eu estava fazendo uma caminhada com minha esposa e uma senhora passou por nós e nos cumprimentou, coisa que eu estranhei, haja vista a correria nossa de cada dia, mas ela passou tão rápido que minha esposa não a percebeu. Isso, para mim, é um problema. Nós estamos sendo sugados por essa correria. Mas o pior é que nós gostamos dela, pois, além do trabalho, estudo, família, contas a pagar, poucas a receber e muitas outras circunstâncias que nos ocupam e que nos impedem a refletir, sobre nos mesmos, e sobre Deus, ainda ocupamos o tempo livre, que temos para pensar, para refletir, com um aparelho de música que não sai do nosso ouvido. 
          É bem verdade que muitos não querem refletir sobre a própria vida ou sobre Deus. Na verdade muitos querem esquecer a própria vida porque suas vidas estão tão desgraçadas que não vale a pena pensar. Pensar é um sofrimento para elas. Outras não pensam simplesmente porque são alienadas e nem se deram conta que a vida está passando por elas e que o tempo passado não volta mais. Porém nós, que já conhecemos ao Senhor, como podemos negligênciar a tarefa da reflexão, da meditação? Meditar e refletir é parar. Parar pra contemplar, parar pra construir, parar pra melhorar. O salmista disse: “Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos....que é o homem para que te lembres dele? 
         Meus amados, quando nós olhamos para a grandeza da criação, percebemos que existe um Deus grande por trás dela. Que tudo criou de forma perfeita. Ele mesmo ao criar viu que tudo era bom (Gn 1:31). Mas, ao parar para olhar essa grandeza nós também nos damos conta de nossa fragilidade, de nossa limitação. Esse conhecimento revela quão pecadores somos e quão santo Ele é por isso o salmista disse: “que é o homem para que o visites?”
        Não deixemos que a correria dessa vida nos absorva. Que Deus nos dê discernimento e sabedoria para administrarmos o tempo segundo a Sua vontade.

        Você já olhou para o céu hoje?

No amor de Cristo,
Roberto Pereira


Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...