25 de janeiro de 2010

UMA PALAVRA AOS PAIS



        Há algum tempo venho meditando acerca da educação que devemos dar aos nossos filhos. E, por acreditar que a escola bíblica de crianças, embora importante, não seja suficiente se os pais não as ensinarem e forem um bom exemplo de servos de Deus. Então resolvi escrever este artigo.
        Em primeiro lugar, a Escritura revela-nos que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão (Sl 127:3). Ora, se são bênçãos, não podemos tratá-los como sendo uma maldição. Alguns pais, pela própria frieza, culpam seus filhos pela sua ausência à escola bíblica ou ao culto de doutrina, e outros chegam a dizer que já não podem ler a Bíblia ou orar por causa deles. Mas tudo isto é uma questão de prioridade. Quando queremos fazer algo de nosso interesse, não há nada que nos impeça. Por vezes o nosso coração fica tão frio e insensível que não conseguimos ouvir a voz do Espírito, ainda que Ele grite.
        Tentem lembrar o momento em que vocês souberam que iriam ser pais. Lembrem-se quando vocês, pela primeira vez puderam senti-lo. Quando, ainda no ventre, o viram mexer. Quando escutaram seu coração. Quanta emoção! E quando ele nasceu e o colocaram nos braços, e ele os olhou. Como ficaram gratos a Deus! E agora? Como aquela criatura tão bela pôde ter se transformado nesta pedra de tropeço? Digo que não é assim. O problema está em vocês. Cabe a vocês se arrependerem e pedirem perdão a Deus por terem negligenciado esta tão sublime tarefa. Como ensinar aos outros quando o discípulo que vocês tem em casa está reprovado por sua negligência?
        Infelizmente tenho visto com muita tristeza e pesar de coração que nossas crianças sabem mais sobre programas televisivos e jogos da internet que sobre Abraão, Davi e o próprio Senhor Jesus.
        É necessário que tenhamos a ciência de que nossos filhos não nascem cristãos, antes precisamos ensiná-los no caminho do Senhor. Você sabia que um dos requisitos para que um irmão seja reconhecido pela igreja como pastor ou diácono é que seus filhos sejam disciplinados (I Tim 3:4 e Tito 1:6)? E que a profecia contra a casa de Eli se deu como consequência da má educação que deu aos filhos (I Sam 3:13)?
        A Escritura é clara quando afirma: ”a estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara e a correção a afugentará dele”. E outra vez: “não retires da criança a disciplina, porque fustigando-a tu com vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigará com vara e livrarás a sua alma do inferno (Pv 22:15 e 23:13,14)”. Percebo que alguns irmãos não têm sequer coragem de repreender os filhos, e que alguns até cooperam para que se afastem do caminho do Senhor, mentem (contudo eles percebem), faltam aos compromissos, são impontuais, usam um linguajar torpe (eles copiam) e incentivam o uso de adornos e trajes inapropriados. Trajes que muitas vezes sequer cobrem o corpo. Digo ainda que, nós não devemos vestir em nossos filhos roupas que reprovamos em adultos, principalmente as do sexo feminino (como calça comprida, short, ou minissaia). Talvez você ache isto radical demais, porém o que quero dizer é que se você vestir essas roupas em suas filhas o tempo passará e quando menos esperar elas já terão se tornado adolescentes e será mais difícil convencê-las de que aquele tipo de roupa (que você mesmo comprou) não agrada a Deus (Deut 5:22; I Tm 2:9,10; I Pe 3:3;). Acredito no poder de Deus, e sei que Ele, e não nós, é quem tem o poder de converter corações. Mas a responsabilidade de ensinar nossos filhos é nossa. Prefiro me apoiar no versículo que diz: “ensina teu filho no caminho que ele deve andar e até quando envelhecer, não se desviara dele” (Pv 22:6).
        “Ora, enquanto Esdras orava e fazia confissão chorando e prostrando-se diante da casa de Deus, ajuntou-se a ele de Israel uma grande congregação de homens mulheres e crianças” (grifo meu - Esdras 10:1). Eis um fator que contribuiu para que Deus movesse sua mão e mandasse poder e fogo do céu: todo o Israel junto, homens, mulheres e crianças. Isso nos ensina que devemos incentivar nossos filhos a um compromisso com Deus. No entanto, na maioria das vezes, passamos aos pequeninos que isso é coisa de gente grande, e que ele, no horário do culto, pode se entreter com algum brinquedo enquanto nós os adultos, prestamos um culto ao Senhor. Muitas vezes sentimos alívio quando é anunciado que haverá culto infantil, pois assim não teremos o compromisso de ficar com nossos filhos. Incentivo aos pais a levarem seus filhos escola bíblica, não para se livrarem deles, mas para terem a alegria e o prazer de vê-los crescendo no caminho do Senhor. Exorto aos pais que orem com e em favor de seus filhos, e que peçam sabedoria e discernimento para educá-los. Que eles sejam melhores que nós, e que Deus seja glorificado em suas vidas.
        Lendo a Bíblia, deparei-me com textos que tratam de como os pais receberam a ordem de Deus para contar seus grandes feitos aos seus filhos (Ex. 12:26; 13:8,14; Jos 4:6 e Sl 78). Quão bela é a cena que passa em minha mente quando medito nestas passagens! Os pais contando a seus filhos como Deus livrou-os das pragas e como os tirou, com mão forte, da terra do Egito. Você conta os feitos do Senhor Deus aos seus filhos? Lê a Bíblia para eles? Se não, comece a partir de hoje e você terá uma experiência maravilhosa com o Altíssimo.

         No amor de Cristo, o Senhor!
Roberto Pereira

Nenhum comentário:

Você pode também gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...